Loading...
O processo de alugar um escritório no Brasil pode ser muito burocrático. Da escolha da propriedade ao processo de regularização, há algumas particularidades envolvidas. Neste artigo, veremos como alugar um escritório no Brasil e quais são as particularidades desse processo.

Escolha a propriedade certa
O primeiro passo é escolher a propriedade. Isso pode ser feito através de portais classificados, publicidade em edifícios ou através de um agente imobiliário. Seja qual for a sua escolha, tenha em mente que você deve sempre considerar se a propriedade atende às suas necessidades em termos de:

Localização e acesso a transportes públicos e lugares de estacionamento
Características do bairro
Serviços de infra-estrutura, como água, esgoto, eletricidade, etc Você também deve verificar cuidadosamente o que os serviços de internet estão disponíveis no edifício como alguns deles não estão ligados à infra-estrutura de fibra. A maioria dos edifícios em áreas urbanas é servida por serviços telefónicos
Verificar se o imóvel atende aos requisitos legais e regulatórios do município, do estado e do governo federal. No prefecture local, peça a planta para verificar se não há nenhuma mudança ou redução subseqüente da área inicial. Solicite o documento "habite-se" e verifique se a atividade que você está planejando executar é de acordo com a lei de zoneamento.

Existem alguns portais classificados que podem ajudá-lo sobre a escolha do imobiliário. Aqui estão alguns deles:

ZAP
Imovelweb
Viva Real
Lugar Certo
OLX
Alguns deles funcionam melhor em uma área específica do Brasil, como o Lugar Certo, que tem a maior parte de seus anúncios no estado de Minas Gerais. Além disso, esteja ciente de que todas as informações só estão disponíveis em português.

Documentos e contratos de locação
O contrato é emitido pelo agente imobiliário e só estará disponível em português. Além disso, o inquilino terá de notarise os documentos em uma categoria especial, chamado valor econômico, e os custos para esta notarização deve ser pago pelo inquilino.

Pergunte ao senhorio para os documentos atualizados que provam a sua propriedade da propriedade. Este documento é emitido pelo cartório de registro de imóveis em português.

Aqui estão os itens que são obrigatórios no contrato:

Nome e qualificação do senhorio, inquilino e fiador
Descrição e endereço da propriedade alugada
Preço de aluguel e índice para o aumento anual
Modo de pagamento e onde será executado
Modalidade de garantia (garante, depósito ou seguro-fiança)
Especificação dos encargos a pagar (condomínio, água, electricidade, IPTU e assim por diante)
Especificação de como a propriedade será usada (fins comerciais ou residenciais)
Duração do contrato
Cláusula de duração
Prazo de inspeção (deve conter a descrição das condições da propriedade)
Todas as despesas relacionadas com o contrato de locação devem ser pagas pelo locador.

Aspectos jurídicos e seguro-fiança
A lei brasileira de inquilinos, conhecida como Lei do Inquilinato, permite ao senhorio exigir do inquilino uma forma de garantia que pode ser:

Um cheque de depósito ou em dinheiro, geralmente o equivalente a 3 meses de aluguel. A opção de depósito está se tornando menos comum agora, como muitos proprietários preferem ter um fiador garante ou seguro. O montante é depositado numa conta poupança partilhada pelas duas partes e deve ser reembolsado ao inquilino no final do período de aluguer, quando as chaves são devolvidas ao senhorio
Garante, uma terceira pessoa envolvida no processo (não o inquilino ou o senhorio) que assume a total responsabilidade pelo pagamento caso o inquilino não possa pagar o aluguel
Seguro-fiança, um seguro que garante que o locador receberá o pagamento pelo aluguel, mesmo que o inquilino não pague por ele
A melhor opção para um estrangeiro vindo ao Brasil seria o depósito, pois provavelmente não conhecem ninguém que possa ser um fiador. No entanto, ao longo dos últimos anos, o seguro-fiança tem sido praticamente obrigatório para quem quer alugar uma propriedade. Muitas companhias de seguros oferecem este produto, que requer um processo de pré-aprovação envolvendo a apresentação de documentos eo pagamento de uma taxa para a verificação da documentação. Esta taxa não é reembolsada mesmo se o seguro não for aprovado.

Seguro-fiança tende a ser uma opção muito mais cara para o inquilino, acrescentando o equivalente a 1 a 1,5 meses de aluguel por ano para cobrir o seguro. Diferente do depósito, este montante não é reembolsado após o período de locação é concluída.
Play GIF - 6.8 MB

Como alugar um escritório no Brasil

Loading...
1417 views
1

O processo de alugar um escritório no Brasil pode ser muito burocrático. Da escolha da propriedade ao processo de regularização, há algumas particularidades envolvidas. Neste artigo, veremos como alugar um escritório no Brasil e quais são as particularidades desse processo.

Escolha a propriedade certa
O primeiro passo é escolher a propriedade. Isso pode ser feito através de portais classificados, publicidade em edifícios ou através de um agente imobiliário. Seja qual for a sua escolha, tenha em mente que você deve sempre considerar se a propriedade atende às suas necessidades em termos de:

Localização e acesso a transportes públicos e lugares de estacionamento
Características do bairro
Serviços de infra-estrutura, como água, esgoto, eletricidade, etc Você também deve verificar cuidadosamente o que os serviços de internet estão disponíveis no edifício como alguns deles não estão ligados à infra-estrutura de fibra. A maioria dos edifícios em áreas urbanas é servida por serviços telefónicos
Verificar se o imóvel atende aos requisitos legais e regulatórios do município, do estado e do governo federal. No prefecture local, peça a planta para verificar se não há nenhuma mudança ou redução subseqüente da área inicial. Solicite o documento "habite-se" e verifique se a atividade que você está planejando executar é de acordo com a lei de zoneamento.

Existem alguns portais classificados que podem ajudá-lo sobre a escolha do imobiliário. Aqui estão alguns deles:

ZAP
Imovelweb
Viva Real
Lugar Certo
OLX
Alguns deles funcionam melhor em uma área específica do Brasil, como o Lugar Certo, que tem a maior parte de seus anúncios no estado de Minas Gerais. Além disso, esteja ciente de que todas as informações só estão disponíveis em português.

Documentos e contratos de locação
O contrato é emitido pelo agente imobiliário e só estará disponível em português. Além disso, o inquilino terá de notarise os documentos em uma categoria especial, chamado valor econômico, e os custos para esta notarização deve ser pago pelo inquilino.

Pergunte ao senhorio para os documentos atualizados que provam a sua propriedade da propriedade. Este documento é emitido pelo cartório de registro de imóveis em português.

Aqui estão os itens que são obrigatórios no contrato:

Nome e qualificação do senhorio, inquilino e fiador
Descrição e endereço da propriedade alugada
Preço de aluguel e índice para o aumento anual
Modo de pagamento e onde será executado
Modalidade de garantia (garante, depósito ou seguro-fiança)
Especificação dos encargos a pagar (condomínio, água, electricidade, IPTU e assim por diante)
Especificação de como a propriedade será usada (fins comerciais ou residenciais)
Duração do contrato
Cláusula de duração
Prazo de inspeção (deve conter a descrição das condições da propriedade)
Todas as despesas relacionadas com o contrato de locação devem ser pagas pelo locador.

Aspectos jurídicos e seguro-fiança
A lei brasileira de inquilinos, conhecida como Lei do Inquilinato, permite ao senhorio exigir do inquilino uma forma de garantia que pode ser:

Um cheque de depósito ou em dinheiro, geralmente o equivalente a 3 meses de aluguel. A opção de depósito está se tornando menos comum agora, como muitos proprietários preferem ter um fiador garante ou seguro. O montante é depositado numa conta poupança partilhada pelas duas partes e deve ser reembolsado ao inquilino no final do período de aluguer, quando as chaves são devolvidas ao senhorio
Garante, uma terceira pessoa envolvida no processo (não o inquilino ou o senhorio) que assume a total responsabilidade pelo pagamento caso o inquilino não possa pagar o aluguel
Seguro-fiança, um seguro que garante que o locador receberá o pagamento pelo aluguel, mesmo que o inquilino não pague por ele
A melhor opção para um estrangeiro vindo ao Brasil seria o depósito, pois provavelmente não conhecem ninguém que possa ser um fiador. No entanto, ao longo dos últimos anos, o seguro-fiança tem sido praticamente obrigatório para quem quer alugar uma propriedade. Muitas companhias de seguros oferecem este produto, que requer um processo de pré-aprovação envolvendo a apresentação de documentos eo pagamento de uma taxa para a verificação da documentação. Esta taxa não é reembolsada mesmo se o seguro não for aprovado.

Seguro-fiança tende a ser uma opção muito mais cara para o inquilino, acrescentando o equivalente a 1 a 1,5 meses de aluguel por ano para cobrir o seguro. Diferente do depósito, este montante não é reembolsado após o período de locação é concluída.

Uploaded to 5 months ago

In this album